Ouro no Pan-Americano do Rio, o brasileiro Jadel Gregório garantiu a classificação à final do salto triplo no Mundial de Atletismo ao conseguir, neste sábado, a segunda melhor marca da fase classificatória. O atleta paranaense conseguiu saltar de 17 10 m e foi superado apenas pelo português Nelson Évora (17,22 m). A competição está sendo realizada em Osaka, no Japão.

Leonardo Elisário e Jefferson Sabino, outros dois brasileiros que disputaram as eliminatórias, nem chegaram a alcançar a marca dos 17 metros e foram eliminados. Sabino obteve a marca de 16,34 m, enquanto Elisário cravou 15,74 m. O norte-americano Walter Davis, atual campeão mundial, avançou logo no primeiro salto ao fazer 17,10 m.

Outros nove competidores conseguiram a classificação à fase final: o russo Aleksandr Petrenko (17,05 m), os cubanos Osniel Tosca (16,74 m) e David Giralt (17,05 m), o suíço Alexander Martínez (16,71 m); o chinês Minwei Zhong (16,69 m), o britânico (17,07 m); o norte-americano Aarik Wilson (17,06 m), o coreano Deokhyeon Kim (16,78 m) e o grego Dimítrios Tsiámis (16,74 m).

Já nos 100 m rasos não houve surpresas. Favoritos para a conquista do ouro, o norte-americano Tyson Gay e o jamaicano Asafa Powell conseguiram passar com facilidade pelas quartas-de-final. Recordista mundial da prova (9s77), Gay venceu a segunda bateria ao fazer o tempo de 10s06, enquanto Powell registrou 10s01 na primeira prova classificatória. Os dois tentam conquistaram o cheque de US$ 100 mil (cerca de R$ 200 mil), prêmio entregue pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF) para quem consegue reduzir o tempo do recorde mundial.

O único brasileiro classificado para as quartas-de-final nos 100 m, Vicente Lenílson, não conseguiu seguir na competição no Japão. Ele ficou em sexto na sua bateria ao fazer 10s38, 0s17 atrás do britânico Craig Pickering, ganhador da prova.