Irritado e indignado com a decisão de LeBron James de deixar o Cleveland para jogar em Miami, Dan Gilbert, dono do Cavaliers, acusou o Jogador Mais Valioso (MVP, na sigla em inglês) da última temporada da NBA de não ter se esforçado nos playoffs, quando a equipe foi eliminada na segunda rodada.

Gilbert, que publicou uma carta aos torcedores no site do Cavs pouco depois do anúncio de James, disse que para o jogador é “hora de responder”, disse. “A gente o encobriu por demasiado tempo. Esta noite vimos quem é realmente”.

O dirigente assegurou que James abandonou o Cavs na série pela segunda rodada dos playoffs, em que o Boston Celtics se recuperou depois de estar perdendo por 2 a 1. “Abandonou”, disse. “Não só na quinta partida, também na segunda, quarta e sexta partida. A série contra o Boston foi como nenhuma outra na história dos esportes para uma superestrela”.

O Cavs perdeu por 32 pontos na quinta partida, durante a qual James parecia distraído e desinteressado no jogo e muitas vezes olhou insatisfeito para a comissão técnica quando a equipe buscava cometer faltas para tentar reduzir a desvantagem. Gilbert disse crer que o mesmo aconteceu no ano anterior, na sexta partida da série contra o Orlando Magic. “Vão e vejam os vídeos”, disse. “Quantos arremessos tentou?”.

O que mais o ofendeu, comentou o dono do Cavs, foi que James não se comunicou com ele desde o final da temporada. Assim, só ficou sabendo da decisão na noite de quinta-feira, quando um empresário do jogador o ligou momentos antes do anúncio. “LeBron James precisa ir para outra equipe que já tem duas superestrelas para poder ganhar um campeonato”, disse Gilbert. “Nós vamos ganhar um campeonato antes que eles”.

O dirigente ressaltou desejar que a saída de James acontecesse de outra maneira. “Não é porque se vai”, disse. “É a falta de respeito. É hora de que estes atletas assumam as responsabilidades pelas suas ações. É desta maneira que criamos nossos filhos? Estou guardando isso por um longo tempo”.