Foi exatamente diante do Americana, no primeiro turno, que Jefferson Maranhão estreou com a camisa azul, vermelha e branca. Uma participação apenas discreta. Diante do mesmo adversário, o meia-atacante tenta dar a volta por cima e recuperar a condição de titular, perdida há um mês. Jefferson Maranhão foi uma das vítimas da queda de produção do Paraná Clube.

Amargou o banco de reservas após a derrota surpreendente para o Barueri (3×1), na Vila Capanema. Agora, Maranhão reaparece como titular e na sua real posição. “Nunca escondi que prefiro jogar no meio, pela esquerda. Antes, vinha atuando como um segundo atacante”, lembrou o jogador.

Mesmo não escondendo a preferência, Jefferson entende que o importante é estar jogando e o gol marcado contra a Portuguesa teve peso significativo para que ele fosse novamente escalado.

Com as chegadas de Borebi e Hernane e a recuperação de Ricardinho, a concorrência passou a ser intensa por uma vaga no ataque. No meio-campo, no entanto, a vida de Jefferson Maranhão não será fácil, independente da ausência de Welington, que está fora do campeonato. O clube contratou Dinelson e Rone Dias também já está recuperado de uma lesão. “Quem decide sobre o time é o treinador”, afirma o jogador.