O goleiro Jefferson é titular do Botafogo e da seleção brasileira nesta segunda passagem do técnico Dunga. Nesta quinta-feira, revelou ter ficado mais aliviado com a presença de seu nome na lista de 24 jogadores convocados para dois amistosos nos Estados Unidos, em setembro – contra Costa Rica, no dia 5, em Boston, e Estados Unidos, no dia 8, em Nova Jersey.

Jefferson ficou temeroso que o fiasco da seleção na Copa América do Chile, em junho, quando caiu nas quartas de final para o Paraguai, pudesse causar a sua não chamada para a sequência do trabalho de Dunga visando agora as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia.

“Fico feliz, mas claro que sempre na convocação me dá um frio na barriga. Acho que todos os jogadores passam por isso. Fica aquela expectativa, porque não sabemos o que se passa na cabeça do treinador. Por mais que a gente esteja fazendo uma grande participação na seleção, quando sai o nome bate o alívio”, disse Jefferson, em entrevista ao canal de TV a cabo SporTV.