O brasileiro João Souza, o Feijão, foi eliminado nas semifinais do Torneio de Kitzbuhel, na Áustria, que dá 250 pontos ao campeão no ranking da ATP e é disputado em quadras de saibro. Nesta sexta-feira, o número 110 do mundo perdeu para o holandês Robin Haase, 53º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 6/7 (3/7) e 6/4, em 2 horas e 9 minutos.

Feijão foi completamente dominado no primeiro set, cometeu duas duplas faltas e foi batido por 6/1. Porém, o brasileiro reagiu na segunda parcial. Conseguiu uma quebra de serviço no nono game, mas permitiu que Haase a devolvesse em seguida. A disputa seguiu para o tie-break, vencida por 7/3 pelo número 110 do mundo.

O triunfo provocou a realização do terceiro set. Feijão, porém, começou mal e teve o seu serviço quebrado logo no primeiro game. Depois, o brasileiro não conseguiu devolver a quebra, já que Haase contava com o seu potente saque, com oito aces no terceiro set, e triunfou por 6/4.

Apesar da derrota, Feijão tem o que comemorar nesta semana. O brasileiro igualou a melhor campanha da sua carreira, alcançada em 2010, quando parou nas semifinais do Torneio de Santiago. Além disso, entrará pela primeira vez para o Top 100 do ranking da ATP. Na final, Haase vai encarar o vencedor do duelo entre o argentino Juan Ignacio Chela e o espanhol Albert Montanes.

DUPLAS – Apesar da queda de Feijão, o Brasil ainda tem chances de título no Torneio de Kitzbuhel. André Sá e Franco Ferreiro se classificaram para a decisão da chave de duplas com a vitória sobre o espanhol Daniel Gimeno Traver e o russo Igor Andreev por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 6/7 (3/7) e 12/10, em 2 horas e 9 minutos.

Os brasileiros chegaram a sacar com 6/5 no segundo set, desperdiçaram um match-point e só conseguiram vencer no super tie-break, quando os europeus tiveram duas chances de fechar a partida. Na decisão, Sá e Ferreiro vão duelar com a dupla vencedora da partida entre Victor Hanescu/Frank Moser e Daniele Bracciali/Santiago Gonzalez.