O técnico Joel Santana comandou nesta terça-feira pela manhã o último treino do Botafogo visando a partida desta quarta, contra o Santa Cruz, em Recife, pela Copa do Brasil. Para o duelo, o treinador confirmou a escalação do meia Lúcio Flávio, poupado da atividade desta terça por se recuperar de uma torção no tornozelo.

Apesar de garantir a presença do jogador, Joel ainda espera pela recuperação do atacante Loco Abreu, também lesionado. “O doutor (médico) tirou Lúcio Flávio do treino por precaução, é só uma dorzinha. Vai jogar. Loco Abreu tem um probleminha no pé, mas deve jogar também. Caio entra se algum deles for desfalque. Futebol não se faz com 11, principalmente em competições seguidas”, afirmou o treinador.

Joel também comentou a possibilidade de o Botafogo enfrentar uma forte pressão da torcida do Santa Cruz no Estádio Arruda, fato que é visto como um fator positivo para o comandante. “Prefiro jogar com 80 mil do que com 2 mil pessoas. Estamos vendendo o produto, tem de ser com qualidade. Estamos levando a bandeira do Botafogo, campeão da Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca), e a do Rio de Janeiro. É muito melhor se apresentar para um grande público, isso é legal”, ressaltou.

O técnico, porém, lembrou que o time botafoguense não pode se iludir com o teórico favoritismo diante do adversário pernambucano. “A história da Copa do Brasil traz surpresas. O Criciúma já foi campeão, o Paulista, o Juventude… Você precisa estar em estado de alerta. Vejo possibilidade de chegarmos, temos chances de ganhar o título”, analisou.