Joel Santana sabe que terá difícil confronto diante do Santos nesta quinta-feira, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Mas, apesar da qualidade do adversário, o treinador do Botafogo prometeu montar uma equipe ofensiva. Para ele, “é melhor perder como herói do que vencer como covarde”.

“Não dá para querer jogar com o Santos achando que vai ficar 90 minutos lá atrás. É preciso tentar jogar de igual para igual. Se eles são os campeões paulistas, nós somos os cariocas”, salientou o treinador. “Queremos Libertadores e título, como vamos só nos defender? É melhor perder como herói do que vencer como covarde. Vamos tentar atuar com o mesmo ímpeto deles”.

O histórico do confronto, na avaliação de Joel, é outro fator a motivar ainda mais o Botafogo. “Esse confronto tem história e a conheço bem. Afinal, saía de Olaria para ver Garrincha de um lado e Pelé do outro no Maracanã. Tinha vezes que dava Botafogo, em outras dava Santos, mas eram sempre grandes jogos. Espero que seja mais uma boa partida agora”.

Sobre as perspectivas do Botafogo, Joel apostou em uma boa campanha até o fim do Brasileirão. “Se fizesse uma enquete antes do campeonato, não estávamos entre os favoritos. Gradativamente, mudamos isso. O Botafogo não entrou só para fazer parte da tabela. Não conquistamos nada, mas estamos acompanhando os líderes”, afirmou.