O técnico Joel Santana aproveitou as ausências do zagueiro Antônio Carlos, suspenso, e do volante Sandro Silva, liberado para negociar transferência, para fazer testes no time titular do Botafogo, nesta sexta-feira, na preparação para o jogo com o Guarani, no domingo.

Durante a atividade, o treinador alternou Danny Morais e Edson na zaga, com Fahel e Fábio Ferreira na mesma posição. As mudanças, porém, não foram confirmadas por Joel, que preferiu fazer mistério.

“Fiz uma série de mudanças, vou pensar a melhor formação para ver que time colocar em campo. Estamos jogando de uma maneira regular, mas se os resultados não vêm, algo deve ser feito”, justificou o treinador.

Joel só confirmou uma alteração no time: a entrada de Somália. “Não quero mudar muita coisa. Somália volta, não sei em que posição ainda, porque saiu devido a uma contusão. E, olha a coincidência, desde então não vencemos”, declarou. O jogador se machucou na partida contra o Atlético-PR, antes do recesso da Copa do Mundo.

Preocupado com a fraca campanha do Botafogo neste Brasileirão, o técnico espera vencer o Guarani para afastar qualquer chance de crise no time. “Temos de reencontrar logo onde está escondida a vitória. Não dá para ganhar apenas dois pontos em 15, como foram nas últimas rodadas. Estamos em uma posição incômoda, a água já está batendo nos pés. Se bobearmos, ela sobe para os joelhos e uma hora nos afoga”, afirmou.

RESCISÃO – O zagueiro Wellington deixou o clube nesta sexta e já foi apresentado no Cruzeiro. Além dele, o atacante Loco Abreu não defenderá o Botafogo neste domingo. Após defender o Uruguai na Copa do Mundo, ele ganhou alguns dias de folga e desfalcará o time mais uma vez. Abreu só deve voltar a jogar em agosto.