Preocupado com o clássico de domingo, o técnico Joel Santana resolveu fazer mistério nesta sexta-feira. Ele fechou os portões antes do coletivo em que testou várias opções, principalmente no meio-campo, às vésperas da partida com o Fluminense, no Engenhão.

“Surpresas sempre podem acontecer num jogo como esse. Não dá para imaginar o que se passa na cabeça de um treinador”, disse o sorridente técnico botafoguense. “Tenho 90% do time na cabeça. Tudo já foi feito nos treinamentos e agora vou pensar muito para não cometer erros”.

Quando a atividade foi aberta para os repórteres, o que se viu foi um time muito modificado, com Renato Cajá no meio-campo, na vaga de Lúcio Flávio, e Edno na ala esquerda, no lugar de Marcelo Cordeiro. No entanto, o time titular deverá manter a base do empate com o Palmeiras, no último domingo.

A novidade mais aguardada é o retorno de Marcelo Mattos ao meio-campo, mas o treino deste sábado é que irá definir se o volante, voltando de lesão no joelho, será liberado para jogar. No ataque, não há dúvidas de que Jobson e Loco Abreu formarão a dupla ofensiva. No gol, Jefferson, que defendeu a seleção brasileira, retoma seu posto naturalmente.