O técnico Joel Santana corre o risco de ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e nem ficar no banco de reservas nos próximos jogos do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Tudo porque na derrota por 3 a 0 para o Santos, as câmeras de televisão flagaram o treinador mandando bater nos adversários. "Se ficar de palhaçada manda bater mesmo, p…, bate mesmo", disse.

Com base no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), Santana pode ser acusado de ato indisciplinar doloso, considerando que o técnico "quis o resultado ou assumiu o risco de produzí-lo". O técnico seria enquadrado no artigo 258 (‘assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, em relação a componente de sua representação, representação adversária ou de espectador’), que pode dar pena de suspensão de uma a dez partidas.

Logo após o jogo, Joel Santana tentou se defender dizendo que sua ordem significava aumentar a marcação, mas deixa claro a ponta de raiva com o adversário, que vencia tranqüilamente a partida.