Dois jogadores do Necaxa, do México, foram suspensos, nesta terça-feira, pela equipe depois de serem detidos e acusado des atacar uma pessoa em uma briga próximo a um bar da cidade de Aguascalientes.

Os promotores disseram em um comunicado que o uruguaio Luis Antonio Gorocito Resende, de 22 anos, e Alejandro Nunez Molina, de 27 anos, ambos jogadores do Necaxa, atualmente na segunda divisão do futebol do México, foram acusados pelas lesões provocadas a um jovem de 22 anos, que está internado em um hospital com traumatismo craniano grave e infecção pulmonar.

A vítima saiu na madrugada de domingo de um bar, com sua mulher e vários amigos quando os dois jogadores, que estavam em um carro, começaram a ofender uma das jovens do grupo. O agora gravemente ferido protestou contra o comportamento dos jogadores, que saíram do carro e iniciaram uma briga, dando socos e pontapés, antes de fugirem, vistos por várias testemunhas, disseram as autoridades.

Um carro da polícia seguiu os jogadores e os deteve. O Necaxa emitiu um comunicado no qual condenou os eventos em que os jogadores se envolveram e anunciou a suspensão deles.

“O Necaxa tomou a decisão de suspender indefinidamente os jogadores Luis Gorocito e Alejandro Molina até que a situação jurídica sobre esses infelizes acontecimentos chegue a uma conclusão”, anunciou a equipe mexicana em um comunicado.