Os jogadores do Santos pediram que o jogo desta quarta-feira, contra o Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, fosse realizado na Vila Belmiro, contrariando o posicionamento da diretoria, que queria levá-lo para o Pacaembu. A revelação foi feita pelos meio-campistas Elano e Renato nesta terça-feira.

“Após o jogo contra o Sport (pela terceira fase da Copa do Brasil), falamos que, independentemente do adversário, queríamos jogar na Vila Belmiro. A diretoria entendeu. A Vila é a nossa casa. Sabemos que tem o lado financeiro, mas sem as vitórias, fica ainda mais difícil”, disse Elano.

Apesar da reivindicação dos atletas, o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, pediu à CBF que o jogo fosse transferido para a capital paulista. A mudança, porém, não foi autorizada pela Polícia Militar, que temia confrontos entre as torcidas rivais – Palmeiras e Cruzeiro se enfrentam em São Paulo nesta quarta-feira.

“Por mim, jogávamos todos os jogos na Vila. Sabemos que o torcedor de São Paulo reclama um pouco, pelo trânsito, mas nos sentimos bem na Vila. É um campo em que a torcida que vem faz pressão. Acredito que o adversário sente um pouco”, disse Renato.