Os dois principais responsáveis pela etapa Curitiba/Paraná dos Jogos Sul-Americanos – Edgar Hubner, delegado do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e Fernando Guedes, secretário municipal de Esporte e Lazer e diretor geral da etapa curitibana – estiveram reunidos para avaliar o andamento e preparativos que estão sendo feitos para que as modalidades previstas para nossa cidade, tenham, senão a perfeição, pelo menos o máximo que se possa exigir de uma boa organização.

Na avaliação de Hubner e de Guedes, tudo vai bem, não só a contento, mas até muito melhor que as expectativas iniciais, já que ainda temos cerca de mais de mês para que tudo venha a ser ajustado conforme a carta de obrigações que o Paraná e Curitiba têm junto ao Comitê Olímpico Brasileiro.

Roteiro oficial

De 3 a 11 de agosto, Curitiba deverá receber atletas de nove países da América do Sul, que participarão de quatro modalidades esportivas, das 26 previstas durante os VII Jogos Sul-Americanos, realizados no Brasil de 1.º a 11 de agosto. Além de Curitiba, as outras cidades-sede brasileiras do evento que reúne quinze países inscritos, são Belém (PA), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Em Curitiba, as apresentações das diversas modalidades esportivas serão no Parque Náutico Iguaçu, Velódromo Irineu Marinho, Parque Barigüi, BR-277, e ainda no Ginásio Almir de Almeida, no Tarumã. O diretor regional do comitê organizador é o secretário municipal do Esporte e Lazer, Fernando Guedes.

As provas de canoagem, dias 3 e 4 de agosto, serão na raia olímpica do Parque Iguaçu, considerada referência na América Latina. Dia 3, atletas da Argentina, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela realizam as provas das 9h às 12h, e no dia 4, das 9h às 17h. A raia olímpica fica às margens da Avenida Marechal Floriano.

O ciclismo-pista faz sua estréia em Curitiba, e vai até o dia 7, sempre das 9h às 14h, no Velódromo Municipal Irineu Marinho, que fica no Jardim Botânico. Reúne competidores das Antilhas Holandesas, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai e Venezuela.

O velódromo é o único do gênero, no País, aberto ao público em geral, que também abriga o centro de formação de ciclistas esportivos, reunindo atletas de diversas idades, orientados pelo coordenador do equipamento e delegado da Confederação Brasileira de Ciclismo, Adir Romeo.

Duas modalidades de ciclismo – contra-relógio e estrada, serão disputadas dias 9 e 11 de agosto na BR-277 (trecho Curitiba-Paranaguá), também local dos treinos oficiais por atletas brasileiros, argentinos, bolivianos, chilenos, equatorianos, paraguaios e uruguaios.

Já no dia 10 de agosto, as trilhas do Parque Barigüi servem de cenário para as provas de ciclismo na modalidade moutain bike, com atletas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai e Peru.

As exibições masculina e feminina de ginástica artística, dias 10 e 11 de agosto, estão previstas no Ginásio Tarumã. As apresentações masculinas, nos dois dias, vão das 9h às 11h30; as femininas, das 14h às 18h. Os treinamentos dos participantes dos nove países são no ginásio e na Universidade Livre do Esporte, que fica nas imediações. Participam do evento Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Também nos dias 10 e 11 é a vez de argentinos, bolivianos, brasileiros, chilenos, equatorianos e venezuelanos apresentarem a ginástica rítmica desportiva. Dia 10, das 18h45 às 21h40, e dia 11, das 15h às 18h, no Ginásio Almir de Almeida (Tarumã).