Reconhecido por suas assistências, o ala Jorge Wagner superou o goleiro Rogério Ceni e se tornou o jogador que mais atuou pelo São Paulo neste Brasileirão. A um jogo do fim do campeonato, o atleta atribui a assídua participação à disciplina e ao descanso.

“Graças a Deus me machuco muito pouco. Procuro fazer tudo o que a comissão pede. Sempre faço reforço muscular e também descanso bastante, pois é tão importante quanto um treinamento”, explicou o jogador de 30 anos, que ficou de fora em apenas duas partidas da competição deste ano.

Com 35 jogos, o ala superou Rogério Ceni, que soma 34 confrontos. “É um recorde bater o Rogério. Além de goleiro [sofre menos punições e lesões], ele é fanático pela profissão e não abre mão de jogar nunca. É um significado diferente ter mais atuações que ele, é um dado expressivo, especial”.

Jorge Wagner atribui a sua regularidade à disciplina. “O segredo é estar bem fisicamente pra chegar primeiro no lance, sem cometer falta. Além das recomendações básicas de disciplina, como não reclamar com o árbitro, nem ficar na frente da bola, entre outros”, contou.