Apesar de ainda contar com algumas obras em andamento, Curitiba já tem sido elogiada pelo mundo afora. Nesta terça-feira (10), o jornalista espanhol J.J. Campos, do diário As, valorizou a cidade em que a seleção da Espanha está hospedada.

De acordo com a sua publicação, a capital paranaense ‘não parece Brasil’. “A sede da seleção é o contrário do estereótipo que temos deste país sul-americano. A maioria da população é de origem europeia. A taxa de desemprego, de quatro por cento, é metade do que vive o resto da população”, diz parte do artigo.

Campos também cita a onda de manifestações, que segue tímida na capital. “O ambiente de protestos das outras sedes do Mundial pouco se aproxima desta tranquila cidade. O mesmo acontece com as famosas favelas, que em Curitiba são quase inexistentes. Se o que pretendíamos era ficar tranquilos e isolados do resto do Mundial, vamos conseguir, com certeza”, destaca o jornalista.

A Espanha segue a sua preparação no CT do Caju e disputa em Curitiba a última partida da fase de grupos, contra a Austrália, no próximo dia 23, na Arena da Baixada.