José Carlos de Miranda disse que somente na próxima semana – mais precisamente na quarta-feira – terá uma posição oficial sobre sua candidatura à presidência.

Não esconde uma grande admiração por Aquilino Romani, mas revelou que a forma como a composição foi anunciada via nota no site oficial do clube “não pegou bem”. Diante disso, acredita que seu apoio à chapa Revolução Tricolor só será confirmado caso arestas sejam aparadas.

“Teve muita gente da minha chapa que não gostou. Não entendi porque a nota veio assinada pelo presidente do Conselho Deliberativo -Benedito Barboza – que deveria se manter neutro nesse momento”, alfinetou Miranda.

Apesar disso, nas entrelinhas, o ex-presidente deixa transparecer que não irá partir para um enfrentamento nas urnas. “Reconheço que o grupo é muito forte e vejo no Aquilino o cara ideal para o cargo. Ele tem o perfil de um presidente”, elogiou.