Foto: Ciciro Back
Willian, artilheiro do Estadual com 12 gols, quer time focado apenas
no jogo contra o Adap Galo, no Janguitão. Jota não perde há três rodadas.

Uma vitória sobre o Adap Galo não basta para o J. Malucelli. Hoje, a partir das 15h45, o Jotinha tem que fazer a sua parte e torcer por um tropeço do Coritiba para chegar às semifinais do Paranaense 2008.

O Caçula está na terceira posição do Grupo B, com seis pontos. Se vencer hoje, vai a nove e pode passar o Coxa, que está apenas um ponto à frente e enfrenta o líder Toledo. O Galo, que ainda não ganhou na segunda fase, apenas cumpre tabela.

Para os jogadores do Jota, o desafio será manter-se focados no jogo do Janguitão e não com a cabeça no Couto Pereira. ?Temos que pensar em fazer a nossa parte.

Não adianta se preocupar com o outro jogo e não garantir o resultado em casa?, diz o meia Willian, que já marcou 12 gols no campeonato.

O J. Malucelli está embalado e não perde há três rodadas. O time vem de uma vitória sobre o Coritiba (3×2) e um empate com o Toledo (2×2) na última rodada, acabando com o aproveitamento de 100% que o Porco ostentava em seus domínios.

O técnico Leandro Niehues só confirma o time momentos antes da partida. Mas o Jotinha deve ter mudanças na zaga, onde Elton pode ganhar o lugar de Gustavo, e no ataque, com Daniel assumindo o lugar de Rodrigo Batata.

Para o Galo, a missão é se despedir do torneio com dignidade.

O time dispensou recentemente dez jogadores. Entre eles o meia Marcelo Silva e o atacante Edenílson, titulares absolutos do técnico Lio Evaristo. Chance para Silvinho e Fernando Gabriel, que assumem suas posições. Para completar a equipe, Lio vai contar com o reforço de alguns jovens da equipe de juniores, que disputa a Copa Tribuna.