J.Malucelli e Londrina fazem hoje, às 16h, no Ecoestádio Janguito Malucelli, o clássico paranaense da Série D do Campeonato Brasileiro. A partida, é válida pela segunda rodada da competição, mas será a estreia do Tubarão no torneio, uma vez que a equipe folgou na rodada de abertura.

Porém, mesmo com tanto tempo para treinar, o técnico Cláudio Tencati veio a Curitiba com duas dúvidas na cabeça. A primeira, no meio-campo, é por opção técnica. Os volantes Serginho Paulista, Sílvio e Bruno disputam a mesma posição. Titular, e um dos destaques do time no Campeonato Paranaense, Bruno foi testado apenas no último treino antes da viagem. “Além da questão emocional pela possibilidade de ser negociado, o que não altera em nada porque o atleta demonstra estar 100% focado, a principal razão é a disputa com Silvio e Serginho Paulista, que treinaram muito bem por sinal”, justificou o treinador do LEC.

Já a segunda dúvida está no ataque. O atacante Neílson, artilheiro do LEC no Estadual, com 13 gols marcados, sentiu dores na coxa esquerda e veio à capital paranaense, mas ainda é dúvida. Se não tiver condições, Baiano, ex-Arapongas, será o titular. Na defesa, mais duas mudanças em relação à base que foi campeã do Interior. Emprestado ao Grêmio, o lateral-esquerdo Wendell Borges dará lugar para Augusto Ramos. Na zaga, Gilvan, com dores no músculo adutor da coxa esquerda, será substituído por Montoya, que fará sua estreia pelo Londrina.

Do lado do J.Maucelli, o empate por 4 x 4 com o Lajeadense-RS, pela primeira rodada, foi visto como positivo, uma vez que a equipe chegou a estar perdendo por 3 x 1 e depois por 4 x 3. Só que, dentro de casa, o técnico Sandro Forner não quer saber de outro resultado que não seja a conquista dos três pontos. Para isto, manteve o mistério em relação à escalação do Jotinha.

O treinador não quis revelar quais são as possíveis mudanças, assim como também não descartou manter a mesma formação da estreia, apesar de ter cobrado muito o fato de o time ter levado três gols em jogadas de bola parada, sendo dois em cobrança de falta e um em pênalti.