Um lance aos 45 minutos do segundo tempo foi determinante na derrota do Atlético na noite deste sábado (25), diante do Internacional, no Beira Rio, em Porto Alegre. E quem ?criou? o lance foi o árbitro carioca Luís Antônio Silva Santos. Num lance fora da área rubro-negra, o juiz não hesitou e assinalou pênalti. Alex, de pé esquerdo, cobrou com categoria e definiu a vitória da equipe gaúcha por 1 a 0. Debaixo da forte chuva que assolou a capital gaúcha, o Internacional se apresentou melhor que a equipe paranaense.

Com o resultado, o Inter chega a 31 pontos, na sétima colocação. Já o Atlético permanece com 23, no 16º lugar, uma posição acima da zona de rebaixamento. Desde a chegada de Abel Braga no comando da equipe, foram duas vitórias e um empate, campanha que mantém a remota esperança de conquistar o título nacional. Já na estréia do técnico Ney Franco, o Furacão se complicou ainda mais na tabela de classificação, permanecendo na zona de risco.

A torcida atleticana esperava que a troca no comando técnico daria novo ânimo na busca da recuperação no Brasileiro. Entretanto, no primeiro teste de Ney Franco as mudanças não vieram, o clube estacionou nos 23 pontos e pode acabar a rodada na zona do rebaixamento, caso o Flamengo ganhe do Goiás neste domingo (26).

Jogo ruim, árbitro péssimo

Num gramado encharcado, os dois times tinham muita dificuldade para trocar passes. O time colorado começou melhor, pois marcava no campo ofensivo e dava pouco espaço para o adversário. Aos quatro minutos Roger driblou três marcadores e tocou para Rubens Cardoso, que bateu forte, para fora. Sem condições de criar, os atletas arriscavam muitos chutes de longe.

O Atlético pouco aparecia no ataque, e só assustava a meta gaúcha através das bolas paradas cobradas por Ramón. Com muitas faltas cometidas pelos dois lados, a qualidade da partida era prejudicada. Aos 39 minutos Edno cruzou da esquerda e Marcelo, livre na área, cabeceou para fora. Alex quase abriu o placar para o Inter aos 47, quando bateu falta da intermediária no ângulo direito, mas Viáfara salvou.

A chuva amenizou na segunda etapa, e os donos da casa mostravam mais disposição e seguiam mais próximos do gol. Aos 12, Christian recebeu passe no meio e, mesmo de longe arriscou, obrigando Viáfara a mais uma grande defesa. No lance seguinte o goleiro não segurou chute de Alex, e no rebote Índio colocou para fora. Sentindo a pressão, os paranaenses passaram a exagerar nas faltas.

Após a expulsão de Rodolpho, o time rubro-negro parecia satisfeito com empate e se fechava na defesa. Aos 26 Adriano fez grande jogada pela direita e cruzou para Christian, que escorou para o meio e Rubens Cardoso, de frente para o gol vazio, não conseguiu completar. Quando o Inter parecia ter esgotado suas forças, Wellington sofreu falta fora da área, mas o arbitro marcou pênalti. Na cobrança, aos 44, Alex cobrou alto no lado direito, fazendo 1 a 0, garantido a sofrida vitória no final.

O próximo compromisso do Atlético será complicado, pois enfrenta o Santos na Vila Belmiro, quarta-feira.