O goleiro Julio Cesar admitiu, na apresentação para os amistosos da seleção brasileira com Honduras e Chile, que pretende deixar o Queens Park Rangers na próxima janela de transferências, em janeiro. Recuperado de uma lesão na mão, o jogador não vem sendo aproveitado no time segunda divisão do futebol inglês, e admitiu que planeja trocar de clube, aventando a possibilidade, inclusive, de voltar a jogar no Brasil.

“Em janeiro, tenho que definir a minha situação”, disse. “O presidente está vendo que não estou sendo aproveitado pelo técnico, não estou sendo levado para os jogos. Então vai ser uma situação mais fácil para chegar a um acordo em janeiro”, completou, em entrevista à ESPN Brasil.

A volta ao País é uma possibilidade real para Julio Cesar, mesmo que o goleiro garanta não ter sido procurado por nenhuma equipe. “”Não recebi propostas, nem de clubes brasileiros, mas vou estudar bem e escolher a melhor para a família”, disse. “Não teria nenhum problema (em voltar ao Brasil)”, completou.

Julio Cesar está recuperado de uma fratura na mão esquerda e voltou a ser convocado por Felipão, mesmo que não venha sendo usado no Queens Park Rangers. E o goleiro quer aproveitar os jogos com Honduras e Chile e os treinamentos para readquirir o ritmo de jogo. “Tenho que voltar a jogar, aproveitar as oportunidades aqui na seleção, nos treinamentos. E ver se tenho chance de jogar, para readquirir o ritmo”, afirmou.

O goleiro garante que não sente mais qualquer incômodo na mão após se recuperar da fratura. “Os dedos estão inchados, mas zerados”, disse. “Só incomoda no frio, mas aqui não está no frio”, completou Julio Cesar, destacando que aproveitou o período fora dos gramados para fortalecer o condicionamento físico. “Estou bem preparado fisicamente. Fiz uma boa pré-temporada aproveitando a lesão na mão”.

Jogador de confiança de Luiz Felipe Scolari, Julio Cesar já teve inclusive a convocação para a Copa do Mundo de 2014 adiantada pelo treinador da seleção brasileira. Mas ele deverá ser reserva em ao menos um dos amistosos contra Honduras, neste sábado, e Chile, na próxima terça-feira, pois Felipão pretende testar o goleiro Victor, do Atlético Mineiro.