Uma das agremiações mais tradicionais do futebol mundial, a Juventus de Turim, da Itália, ameaça processar o Adap Galo, de Maringá. A acusação é de plágio do emblema da equipe italiana. Os problemas do Adap não param por aí. A empresa Interbrand, que trabalhou a atual imagem do clube de Turim, pode se sentir lesada e recorrer na Justiça contra a equipe maringaense. A equipe italiana teria acionado o advogado português Miguel Henrique, que informou que ?irá processar o Adap Galo Maringá, modesto clube brasileiro do Estado do Paraná, por plágio de imagem, nomeadamente do emblema, e todas as aplicações inerentes a ?marketing? e ?merchandising? ?, afirmou o representante da Juve à imprensa italiana. O advogado estaria reunindo dados que provem a ilegalidade por parte da equipe paranaense para dar seguimento ao processo. ?O raciocínio que motiva a eventual acusação é que vemos um emblema com todos os aspectos que tem a imagem da Juventus, além da imagem do clube, com pequenos detalhes que estão no símbolo, algo evidente e que eles (Adap) não podem plagiar?, disse Miguel Henrique ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport.

De acordo com a imprensa de Maringá, o diretor do clube, Leandro Falleiro, assume a responsabilidade. ?Nem pensamos nisso quando elaboramos o distintivo. Reconheço que há semelhança, porém, não foi de propósito. Acho que a forma oval dos dois símbolos é que, está provocando esta polêmica, já que no interior, as diferenças são visíveis?, argumentou. O dirigente alega que encaminhou a documentação ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial e que não houve problemas. ?Enviamos toda a documentação e não recebemos nenhuma informação de impedimento para a utilização do símbolo?, afirmou. Em relação ao que pode acontecer à equipe de Maringá caso haja um processo, o dirigente até cogita ceder às exigências dos italianos. ?Vamos esperar. Se for o caso, poderemos até fazer mudanças, mas não acreditamos que isso seja necessário, pois existem muitos casos de escudos com semelhanças até maiores que esse caso no Brasil?, completou. Porém o clube maringaense aguarda primeiro ser notificado, para depois se pronunciar oficialmente.