O técnico Dunga convocou na manhã deste sábado o atacante Amauri para substituir o contundido Luís Fabiano na seleção brasileira. Mas, agora à noite, a Juventus vetou a participação do jogador no amistoso que o Brasil fará contra a Itália, no dia 10 de fevereiro, em Londres, na Inglaterra.

Apesar da convocação feita por Dunga, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) dependia da boa vontade da Juventus para liberar o jogador, pois ele foi chamado fora do prazo estabelecido pela Fifa. E a diretoria do clube italiano avisou que não irá autorizar sua apresentação à seleção.

“Não recebemos pedido oficial da CBF e, mesmo se chegar algo, não vamos liberá-lo”, avisou o presidente da Juventus, Giovanni Cobolli Gigli, em entrevista na noite deste sábado, após a derrota do time de Turim para o Cagliari no Campeonato Italiano. “Já avisamos o jogador. Precisamos que ele continue aqui, dando sequência ao trabalho conosco.”

Sem poder contar com Amauri, que receberia sua primeira chance na seleção, Dunga precisará chamar outro atacante para o amistoso contra a Itália. Afinal, com lesão no joelho sofrida na última quinta-feira, Luís Fabiano já foi cortado do grupo que irá a Londres – Robinho, Adriano e Alexandre Pato são as opções que restaram para ataque.