Dois clássicos regionais agitaram a rodada de terça-feira da Conferência Sul da Nossa Liga de Basquetebol masculina. Em São José dos Pinhais, o ginásio Ney Braga, em São José dos Pinhais (PR), a Keltek Basketball/PetroCrystal contou com ótima atuação do ala Jefferson Teixeira para derrotar o Maringá Basquete, por 109 a 98.

Jefferson anotou um triplo-duplo para o time da casa. O Keltek, que venceu 12 jogos e perdeu seis, alcançou o terceiro lugar com 30 pontos. O Maringá garantiu a sexta colocação com 25 pontos, sete vitórias e 11 derrotas.

Já a Ulbra, campeã da conferência, viajou até Santa Cruz do Sul (RS) e passou pelo IPR/Corinthians, por 94 a 91, em jogo emocionante. Dessa forma, a Ulbra fechou a sua participação na fase de classificação com 16 vitórias e apenas duas derrotas (34 pontos ganhos). O Corinthians terminou na segunda posição com 13 vitórias em 18 jogos (31 pontos ganhos).

Pela Conferência Norte, o Liberty Seguros/Casa Branca bateu o CBT Teresinense, no ginásio Evaldo Rui Monteiro, em Casa Branca (SP), por 105 a 59. A equipe paulista chegou aos 24 pontos em 13 partidas (11 vitórias e duas derrotas) e assumiu a vice-liderança. O time do Piauí encontra-se no oitavo lugar, com 15 pontos em 13 partidas realizadas (duas vitórias e 11 derrotas).

Herói

O ala Jefferson Teixeira foi o principal destaque na vitória da Keltek sobre o Maringá. O capitão da equipe da casa marcou um triplo-duplo, com 18 pontos, 11 assistências e 10 rebotes. ?Fiquei contente com a minha atuação. Não é sempre que se faz um triplo-duplo. O mais bacana é que a marca veio no clássico contra o Maringá. A rivalidade aqui é muito grande, é como se fosse futebol?, disse Jefferson, 30, que registrou o seu primeiro triplo-duplo na carreira. A equipe não perde em São José dos Pinhais desde 27 de Maio de 2005.

?Nesta primeira fase, ganhamos dos melhores times da conferência, como a Ulbra, o IPR/Corinthians e a Uniara/Araraquara. Nosso time é jovem, mas temos condições de ficar entre os quatro primeiros da liga. O nosso objetivo é o título?, comentou o ala.

Londrina perde mais uma

No encerramento da nona semana do Campeonato Nacional de Basquete masculino, o Sport Recife (PE) derrotou o Inesul/Londrina (PR) por 82 a 73 (38 a 26), em Londrina. Os cestinhas foram Ycaro, do Londrina, e Luiz Carlos ?Todão?, do Sport, com 20 e 17 pontos, respectivamente. Com esse resultado, o clube pernambucano está na oitava posição do Grupo ?B? com 20% de aproveitamento em dez jogos (duas vitórias e oito derrotas), enquanto a equipe paranaense é a nona colocada com nove derrotas em nove partidas. O primeiro colocado no Grupo ?A? é o Telemig Celular/Unitri/Uberlândia (MG) com 87.5% de aproveitamento (7 vitórias e uma derrota). No Grupo ?B? a liderança é do Franca/Mariner/Unimed (SP) com 90% de aproveitamento (9 vitórias e uma derrota).

Por causa do Carnaval, o Nacional irá recomeçar no dia 3 de março com sete jogos, todos válidos pela 10.ª semana: São Paulo/Santo André (SP) x Telemig Celular/Unitri (MG), Americana Basketball (SP) x Universo/Ajax (GO), Paulistano/Dix Amico (SP) x SEB/Brusque/Havan (SC), Conti/Amea/ Assis (SP) x Joinville/Univille (SC), Universo/BRB (DF) x Franca/Mariner/Unimed (SP), Inesul/Londrina (PR) x Bandeirantes/Rio Claro (SP) e Sport Recife (PE) x COC/Ribeirão (SP).

Brasil participa de torneio na China

Pequim – As seleções masculinas de basquete do Brasil, Alemanha, França, Grécia, Austrália e China disputarão a Copa Stankovic, que será realizada na cidade chinesa de Nanjing, entre os dias 10 e 15 de agosto, como preparação para a 15.ª edição do Mundial de Basquete, que acontecerá no Japão.

Será a segunda edição da Copa Stankovic, que no ano passado teve a Lituânia como grande campeã, após vencer a Argentina na final. Todas as seis equipes que participarão do evento na China, deste ano, estão classificadas para a disputa do Mundial do Japão que será realizado entre os dias 19 de agosto e 3 de setembro.

A Copa Stankovic é organizada pela Associação Chinesa de Basquete e recebe o nome de Borislav Stankovic (homem que foi secretário-geral da Federação Internacional de Basquete por 26 anos).

O Brasil está no grupo C do Mundial de Basquete, ao lado de Austrália, Grécia, Lituânia, Qatar e Turquia. Em 14 edições, os brasileiros já ganharam dois títulos mundiais (1959 e 1963).