O técnico Gilson Kleina nega que o “sumiço” de Patrick Vieira do time do Palmeiras aconteça por pressão da diretoria, que está irritada pelo fato do jogador não concordar em renovar contrato recebendo por produtividade. O treinador assegura que ainda não utilizou o jogador por opção tática.

“Não tem nada a ver o contrato. Sei que o Palmeiras está conversando com ele sobre isso, mas não interfere em nada no dia a dia. Não tem como eu agradar todo mundo. A gente precisa ter coerência e ele vai ter o momento dele. Na pré-temporada, optei por outros nomes e o fato dele estar em condições físicas não significa que já vai jogar”, avisou o treinador.

Gilson Kleina acredita que Patrick Vieira renda melhor como meia-atacante, mas o jogador prefere jogar mais recuado. “Ele quer ser meia-armador, mas sinto que ele pode ser melhor aproveitado se jogar mais como meia-atacante. Ele tem entendido isso e vai chegar a oportunidade dele. O importante é respeitar o companheiro, porque amanhã ele pode estar jogando e também vai precisar ser respeitado”, completou.

O empresário de Patrick Vieira, Júlio Granja, alega que começou a tratar da renovação do jogador – que tem contrato até dezembro – no ano passado, quando o Palmeiras não tinha a política de contrato de produtividade. Por isso, não seria justo que ele assinasse um novo acordo nesses moldes.

Patrick Vieira foi relacionado para o jogo contra o São Bernardo. O jogador deve ficar como opção no banco de reservas.

Confira a lista dos relacionados do Palmeiras:

Goleiros – Fernando Prass e Fábio

Laterais – Wendel, Juninho e William Matheus

Zagueiros – Lúcio e Tiago Alves

Volantes – Wesley, Marcelo Oliveira e Eguren

Meias – Valdivia, Mendieta, Marquinhos Gabriel, Patrick Vieira e Mazinho

Atacantes – Alan Kardec, Vinicus, Rodolfo e Miguel