Na mesma pista onde sofreu o pior acidente da sua carreira, no ano passado, Robert Kubica conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1. O polonês da BMW-Sauber venceu um confuso GP do Canadá, disputado neste domingo (8), em Montreal, e assumiu a liderança do campeonato, com 42 pontos.

Para completar a festa da equipe, que também conseguiu sua primeira vitória, Nick Heidfeld terminou em segundo. David Coulthard, da Red Bull, retornou ao pódio, em terceiro. O último pódio do escocês havia sido em Mônaco, em 2006.

Felipe Massa novamente sofreu com os erros da Ferrari e terminou apenas em quinto, mas fez uma grande corrida. Depois de passar por dois sustos com carros "rodados" à sua frente – Nelsinho Piquet e Giancarlo Fisichella -, fez uma ultrapassagem antológica sobre Rubens Barrichello (Honda) e Heikki Kovalainen (McLaren) no Grampo e ultrapassou os dois carros da Toyota (primeiro Jarno Trulli e depois Timo Glock) faltando apenas três voltas para o final. Com o resultado, ele manteve a terceira posição no campeonato, com 38 pontos.

Já Barrichello chegou a liderar a prova, mas terminou na sétima colocação, marcando mais dois pontos no campeonato. Nelsinho Piquet fez uma boa corrida, sempre combativo, tentando se recuperar da 15.ª posição no grid. Mas o brasileiro foi traído pela falta de resistência do carro da Renault e acabou abandonando.