La Coruña – O Milan sofreu ontem uma das mais humilhantes derrotas de sua história. O atual campeão europeu se despediu da Liga dos Campeões ao levar de 4 a 0 do La Coruña, no Estádio Riazór. Os italianos haviam feito 4 a 1, no duelo anterior, em Milão, e podiam perder até por dois gols de diferença.

O adversário do La Coruña será o Porto, que confirmou sua presença nas semifinais ao empatar com o Lyon por 2 a 2, depois de ganhar por 2 a 0, em Portugal. O outro finalista sairá do confronto entre Monaco e Chelsea.

A tragédia milanesa começou aos 6 minutos do primeiro tempo, quando Pandiani abriu o placar. Aos 35, com Valeron, que aproveitou saída errada de Dida e fez 2 a 0 de cabeça.

Os espanhóis aumentaram, aos 44, com gol de Luque, em finalização à queima-roupa, no ângulo.

O La Coruña chegou ao quarto gol com Fran, aos 31 minutos. Só então a equipe italiana se deu conta do tamanho do estrago e buscou o gol de honra, para provocar prorrogação. Como acontece quase sempre em situações como essa, bateu desespero, as jogadas não apareceram e a festa merecida e histórica foi do time espanhol.

O Porto não correu risco, como Milan, Real e Arsenal (outro favorito que na terça-feira caiu com os 2 a 1 para o Chelsea). Os portugueses fizeram 1 a 0 com Maniche, aos 6 minutos, mas Luyindula empatou aos 14. No segundo tempo, Maniche marcou de novo (aos 2) e Elber empatou nos acréscimos. O zagueiro brasileiro Edmílson, do Lyon, ainda foi expulso aos 29.