O Grande Prêmio Brasil, corrido na tarde de domingo, apresentou desfecho sensacional. Na reta de chegada, vários animais brigaram pela ponta, marcando difícil vitória de L?Amico Steve, que depois de brigar com os competidores durante toda a reta, cruzou o disco com pequena vantagem sobre o paranaense Tango di Gardel, com His Friend, Top Hat e Quatro Mares nas posições imediatas. O jóquei de Tango di Gardel reclamou que foi prejudicado pelo vencedor, mas depois de muita demora o resultado foi confirmado. Mesmo sem vencer, no entanto, Tango di Gardel, de criação do Haras Curitibano, brilhou colocando em evidência a criação paranaense e especialmente o Haras Curitibano.

L?Amico Steve é um filho de Spend a Buck e All for Love, de criação, do Haras Old Friend, que defendeu a farda do Stud Star Gold, apresentado por V.S. Lopes e dirigido por V. Leal.

Milha

O Grande Prêmio Presidente da República, na distância de 1.600 metros, foi vencido por Jet, um filho de Yagle e Inflacionária (Clackson), que defendeu a farda do Haras Maringá dos Pinhais, sob a responsabilidade de E.P. Costa e dirigido por Ângelo Márcio Souza. Derrotou Celtic Princess, registrando novo recorde para os 1.600 metros, em pista de grama, com a marca de 1?32?290. Gloria de Campeão, paranaense de criação do Haras Santarém, obteve bom terceiro, perto dos dois primeiros.

Cidade Maravilhosa

Outra importante prova de domingo, na Gávea, a Taça Cidade Maravilhosa, que contou com a participação de bons fundistas do turfe brasileiro, foi vencida por Personalizado, um filho de Nedawi, que derrotou Outro Desejado, assinalando 2?25?81 para os 2.400 metros em pista de grama.