Uma semana depois de perder para a URT, por 3 x 2, o Londrina foi eliminado da Copa do Brasil ao empatar com o mesmo adversário, que é o último colocado do Campeonato Mineiro, por 1 x 1. A melancólica despedida alviceleste, ontem, teve um público à altura: ninguém. O Estádio do Café estava interditado pelo STJD, motivado pelo arremesso de uma lata de cerveja ao gramado, em fevereiro de 2005.

O visitante suportou o domínio inicial do dono da casa, que incluiu uma bola na trave disparada pelo zagueiro Rogélio, e abriu a conta num rápido contra-ataque, aos 29?, através do meia Thiago Vieira.

O Londrina entrou na etapa final desesperado. Aos 15?, finalmente os cerca de mil torcedores que foram ao ginásio do Moringão ver o jogo através de telões acharam motivo para festa: o meia Guilherme subiu mais alto do que a dupla de zaga adversária e cabeceou para o gol, empatando a partida.

Aos 37?, a classificação quase aconteceu (2 x 1 bastaria), mas o também meia Andrezinho, de frente para o gol, não alcançou a bola cruzada do lado esquerdo. O time paranaense insistiu até o final, mas teve que assistir a festa dos mineiros, que esperam o vencedor de Santos x Sergipe.

Resta ao Londrina continuar lutando por uma vaga nas quartas-de-final do Campeonato Paranaense. De volta ao estadual, o time treinado por Vica enfrenta o Coritiba, domingo, às 16h, na capital.