O zagueiro Leandro Euzébio se tornou a mais nova preocupação do Fluminense para o jogo que o time fará contra o Santos, neste domingo, às 17 horas, em Presidente Prudente, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador levou a pior em uma dividida com o atacante Samuel no treino realizado na manhã desta quinta-feira, nas Laranjeiras, e deixou o campo mancando.

Com muitas dores no tornozelo esquerdo, o defensor recebeu atendimento médico no campo e já iniciou tratamento para poder estar em campo no domingo. O departamento médico do clube ainda não se pronunciou sobre a gravidade do problema, mas o atleta deverá ser reavaliado nesta sexta-feira, quando o técnico Dorival Júnior poderá saber mais precisamente da situação do atleta.

Na manhã desta quinta, Dorival comandou um trabalho tático na qual focou principalmente o sistema defensivo da equipe tricolor. A única novidade no time titular foi a volta do meio Wagner, que no dia anterior não foi para o campo e apenas realizou um trabalho muscular na academia. Já o goleiro Diego Cavalieri treinou na equipe reserva apenas para ser mais exigido ao atuar contra os titulares.

Com isso, o time titular foi escalado nesta quinta com Klever; Igor Julião, Leandro Euzébio, Anderson e Digão; Edinho, Jean e Wagner; Rhayner, Samuel e Rafael Sobis. Durante a atividade, Dorival testou as entradas de Biro Biro no lugar de Rhayner e trocou Samuel por Valencia, sendo que Edinho foi deslocado para zaga após a lesão sofrida por Euzébio, fato que também provocou o retorno de Samuel ao time.

O Fluminense ocupa hoje a 15ª posição do Brasileirão, com 42 pontos, e segue sob séria ameaça de rebaixamento. O Coritiba, clube que hoje encabeça a zona de descenso da tabela, tem 41 pontos.