O técnico Emerson Leão ficou indignado com a eliminação do Santos pelo América do México, nas quartas-de-final da Taça Libertadores. Para o treinador, o time foi eliminado por um adversário covarde.

"Foi o covarde jogando como precisava. Um covarde que atuou inteligentemente", disse o treinador, que aprovou o comportamento de seus jogadores, que saíram de campo aplaudidos pela torcida santista.

Leão também criticou a arbitragem do uruguaio Jorge Larrionda. "Ele não quis dar o pênalti [sobre o Kléber Pereira, no segundo tempo] e ficou rindo. Ele achou divertido isso. Parabéns para ele".

Sobre a seqüência do Campeonato Brasileiro, Leão disse que ainda vai analisar o desgate ds jogadores para escalar o time para enfrentar o Cruzeiro. Mas prometeu que o Santos será competitivo. "Vamos ser cascudos e resistentes. Só isso".