O espanhol Rafael Nadal vai desfalcar o seu país no confronto com Israel pela semifinal do Grupo Mundial da Copa Davis, em Múrcia, na Espanha, entre os próximos dias 18 e 20 de setembro. O jogador alegou que não terá tempo de se recuperar da lesão abdominal que o atrapalhou no duelo contra o chileno Fernando González, na última quinta-feira, pelo US Open, que acabou sendo suspenso pela chuva em Nova York.

Com o pedido de desistência de Nadal, Juan Carlos Ferrero foi convocado pelo capitão da equipe espanhola, Albert Costa, para o seu lugar. O veterano tenista voltará a defender a Espanha na Davis depois de ter sido decisivo no confronto com a Alemanha, pelas quartas de final, na qual venceu o jogo derradeiro que definiu a vitória por 3 a 2 na melhor de cinco partidas do duelo.

“Rafa estava triste por ver-se obrigado a tomar esta decisão, já que tinha muita ilusão por esta eliminatória e, como sempre, muita vontade de defender as cores da Espanha. Eu entendo a sua decisão e espero que se recupere o mais rápido possível”, afirmou Albert Costa em comunicado publicado pela Federação Espanhola de Tênis.

Além de Ferrero, a equipe espanhola contará com David Ferrer, Tommy Robledo e Feliciano López no duelo contra Israel, que será disputado em piso de saibro. Na outra semifinal da Davis, também no saibro, a Croácia enfrenta a Republica Checa na cidade de Porec, em solo croata.