Botafogo, São Paulo e Goiás, respectivamente os três primeiros colocados da Séria A do Campeonato Brasileiro, assim como o quarto colocado Paraná, ontem, têm neste sábado (7) a vantagem de mandar seus jogos para manter a campanha que os levou a disputar a liderança da competição, apesar de no caso do Botafogo o mando ser em um campo neutro, já que com os preparativos para o Pan do Rio, o time teve de transferir a partida contra o Atlético-PR para Brasília.

Do outro lado da tabela, Internacional, Santos, Juventude e Náutico, respectivamente 15º, 16º, 17º e 19º, também são mandantes neste sábado, e buscarão no apoio de suas torcidas iniciar uma reação que os afaste da zona de rebaixamento. O Flamengo seria outro clube que luta contra a lanterna que jogaria em casa, mas também devido ao Pan, o mando de seu jogo contra o São Paulo foi invertido.

Assim, será longe de sua torcida que o meia Renato fará sua despedida do clube. Principal destaque da equipe há três temporadas, ele já assinou pré-contrato com um clube dos Emirados Árabes. O atleta não comenta. O lateral-esquerdo Juan cumprirá suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

No São Paulo, as únicas mudanças em relação ao time que bateu o Internacional por 1 a 0 na última terça-feira é o deslocamento do zagueiro André Dias para o meio-de-campo, na vaga de Hernanes suspenso. Assim, Edcarlos completa a defesa.

A possibilidade de estar perto de seus ídolos levou muitos botafoguenses a invadirem o campo onde o Botafogo treinava para conseguirem fotos e autógrafos. A Polícia Militar teve de pedir reforço para controlar a situação. Até o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), pegou carona no clima de oba-oba. Ele foi até o gramado cumprimentar os jogadores e vestiu a camisa do Botafogo antes do início do treino.

Mas além de jogar em um campo que não conhece tão bem, o líder Botafogo terá contra si outra dificuldade, pois enfrenta o Atlético-PR, que apesar de estar dez posições atrás, ainda não foi derrotado como visitante, obtendo dois empates e duas derrotas fora de casa, enquanto em casa já perdeu duas vezes em cinco jogos.

Para reforçar sua defesa, o Atlético-PR voltará a contar com Danilo, que volta de suspensão para completar 150 jogos pelo clube.

A partida do Goiás é um dos grandes atrativos da rodada, pois o Sport, apesar de ter perdido os quatro jogos que disputou como mandante, é comandado pelo técnico Geninho, que praticamente montou a equipe do Goiás, seu ex-clube. Por esse motivo, o treinador do Goiás, Paulo Bonamigo se recusou a divulgar o time que levará a campo.

"O problema é que foi o Geninho quem montou a base do Goiás e conhece, muito bem, cada um dos nossos jogadores", disse o goleiro Harlei.

Do lado de lá

Ansiosa para deixar as últimas colocações da classificação, a torcida do Internacional espera que em casa o time encerre uma seqüência de quatro jogos sem vencer, o que faz crescer a pressão sobre o técnico Alexandre Gallo, que terá de mudar a equipe.

O volante Edinho está suspenso e será substituído por Wellington Monteiro. No ataque, Christian pode entrar no lugar de Adriano.

O Figueirense, que joga por vitória para tentar chegar à vice-liderança, não poderá contar com o meia Cleiton Xavier e com o atacante Léo, que estão emprestados pelo Inter. O contrato não permite que enfrentem o clube com o qual têm vínculo. Carlinhos deve jogar no meio, com Rafael Lima sendo deslocado para o meio. O volante Henrique está suspenso e o meia Peter o substitui.

Em seu segundo jogo seguido como visitante, o Cruzeiro busca sua reabilitação após ter sua série de três vitórias consecutivas encerrada com e a derrota para o Figueirense. O técnico Dorival Júnior tem uma dúvida para escalar o meio-de-campo, entre Leandro Domingues, que se recupera de um entorse no tornozelo direito, e Wagner, titular na última partida. Na zaga, a novidade é o retorno de Thiago Heleno, que deverá formar dupla com Hérick.

A novidade no Santos para voltar a vencer na Vila Belmiro é o retorno do volante Maldonado, fora da equipe desde o dia 3 de junho devido a uma distenção muscular.

A goleada por 4 a 0 sofrida contra o Vasco, levou o técnico Vanderlei Luxemburgo a tirar do time os garotos Wesley e Moraes, que devem ficar no banco para a volta de Pedrinho ao meio-de-campo e de Marcos Aurélio no ataque. Na defesa, Domingos substitui Adailton, suspenso.

Os jogos da rodada

Hoje

16 horas

Atlético-MG x Grêmio

Corinthians x Fluminense

Santos x Cruzeiro

18h10

Botafogo x Atlético-PR

Goiás x Sport

Internacional x Figueirense

Juventude x Vasco

Náutico x Palmeiras

São Paulo x Flamengo