Rebaixado para a Série C, o Londrina teve, sábado, uma boa notícia e um mau resultado. Pela manhã, o conselheiro Agostinho Garrote, impediu o clube de ficar sem presidente ao ser aclamado logo em seguida. À tarde, o time apenas empatou com a Portuguesa, no Estádio do Café, por 2 x 2, em sua penúltima partida pela Série B, após estar ganhando por 2 x 0.

Se não surgisse candidato de manhã, Marcelo Leal, que cumpriu mandato-tampão desde a renúncia de Carlos Alberto Garcia, seria obrigado, pelo estatuto, a fechar as portas do alviceleste. Mas às 9h, Garrote, vice-presidente no biênio de 2000/01, inscreveu sua chapa e tomou posse.

À tarde, motivado por faixas da pequena torcida, com dizeres como “Quem ama não abandona”, o Londrina disputou um primeiro tempo como se ainda precisasse da vitória. Alexandre, concluiu aos seis e aos 39 minutos. Aos 48, Marquinhos descontou para a Portuguesa. Na etapa final, Marcelo Carioca empatou a partida.

Com 17 pontos, o Londrina manteve-se na lanterna da série B. No próximo sábado, o time paranaense despede-se do torneio, enfrentando o Marília, no interior paulista.