O Londrina praticamente deu adeus ao sonho do acesso à Série A. Nesta sexta-feira (16), depois de 11 jogos, o Tubarão voltou a sentir o gosto amargo da derrota ao perder em casa por 2×1 para o CRB e agora depende de quase um milagre para terminar no G4.

Para conseguir terminar em quarto, o Alviceleste terá que vencer o Guarani em Campinas e ainda torcer para que o Goiás perca seus últimos dois jogos, que o Avaí some, no máximo, um ponto em duas rodadas, o Atlético-GO não vença o Paysandu e que o Vila Nova conquiste apenas um ponto em duas partidas.

Confira a classificação completa da Série B

Com um Estádio do Café lotado, o Londrina começou levando um susto. Logo aos três minutos, Paulinho levantou a bola na área e Willians Santana, de cabeça, abriu o placar para o CRB. No entanto o gol não abalou o Tubarão, que foi pra cima do time alagoano como um rolo compressor.

Em dez minutos, o Alviceleste já havia acertado a trave duas vezes – com Dagoberto e Germano -, além de rondar a área do adversário. De tanto pressionar, conseguiu o empate. Aos 22, Dagoberto foi derrubado por Everton Sena na área e o árbitro assinalou o pênalti. O próprio Dagoberto, que havia perdido duas cobranças diante do Oeste, pegou a bola e, incentivado por todo o estádio, bateu com categoria e deixou tudo igual.

Dagoberto marcou, de pênalti, o gol do Londrina contra o CRB e se isolou na artilharia da Série B, com 17 gols. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Dagoberto marcou, de pênalti, o gol do Londrina contra o CRB e se isolou na artilharia da Série B, com 17 gols. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

O empate empolgou ainda mais o Londrina, que durante toda a primeira etapa foi superior e iniciou o segundo tempo indo para cima em busca da virada. Exceção ao gol do CRB no ínicio e uma defesa de Vagner, o jogo foi um duelo de ataque contra defesa. Recuado, o CRB se virava para segurar a pressão do Tubarão.

Saiba toda as notícias do futebol paranaense

Só que em um vacilo da defesa, os visitantes chegaram ao segundo gol. Aos 30, Luiz Otávio, que havia acabado de entrar, cruzou na área, Lucas Ramon corta mal e Willians Santana bate na saída de Vagner, colocando os alagoanos na frente outra vez.

Com pouco tempo para conseguir a virada, o Londrina foi para o tudo ou nada. Só que, mais exposto, viu o CRB também assustar nos contra-ataques. Ainda assim, foi quem criou as melhores chances e rondou a área o tempo inteiro, mas esbarrou no goleiro João Carlos, no travessão e na afobação dos jogadores, que tentavam finalizar de tudo que é jeito, sem conseguir mudar o placar final do jogo. Uma derrota que praticamente colocou um fim no sonho do retorno à elite.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B
2º Turno – 37ª Rodada

LONDRINA 1×2 CRB

Londrina
Vagner; Lucas Ramon, Dirceu (Matheus Mancini, 16 do 2º), Leandro Almeida e Sávio; Jardel, Germano e Higor Leite (Carlos Henrique, 31 do 2º); Paulinho Moccelin (Thiago Ribeiro, 23 do 2º), Dagoberto e Felipe Marques.
Técnico: Roberto Fonseca

CRB
João Carlos; Everton Sena, Wellington Carvalho, Anderson Conceição e Paulinho; Tinga, Claudinei, Rafael Carioca (Renan Oliveira, 13 do 2º) e Leílson (Luiz Otávio, 30 do 2º); Willians Santana (Lázaro, 43 do 2º) e Iago.
Técnico: Roberto Fernandes

Local: Estádio do Café (Londrina-PR)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Gols: Willans Santana, 3, Dagoberto, 26 do 1º; Willians Santana, 30 do 2º
Cartões amarelos: Leandro Almeida (LEC); Leilson, Wellington Carvalho (CRB)
Público pagante: 20.070
Público total: 24.225
Renda: R$ 264.166,00

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!