Belo Horizonte – Uma notícia no final da tarde de ontem pegou todos de surpresa, na Toca da Raposa 2. O atacante Élber, de 34 anos, anunciou a sua retirada do futebol ao término de seu compromisso com o Cruzeiro, dia 31 de dezembro. A decisão foi justificada pelas fortes dores no tornozelo direito que vêm prejudicando o desempenho do atleta.

?Fico até o final do ano no Cruzeiro. Tenho uma dor crônica que me incomoda muito e me impede de melhorar o meu preparo físico. Isso está prejudicando a mim e ao Cruzeiro. Vou dar o máximo no tempo que me resta para levar o clube à Libertadores e encerrar a minha carreira com chave de ouro?, disse o atacante londrinense, que passou por uma cirurgia no tornozelo direito em 2004, ainda quando defendia o Lyon, da França.

A respeito das críticas que vem recebendo por suas atuações com a camisa 9 da Raposa, Élber garante que não ficarão ressentimentos. ?Não sairei do Cruzeiro com mágoa alguma. Quem me conhece sabe que resolvo as coisas olho no olho. Se tivesse algo, falaria.

Só deixarei amigos e agradeço muito a diretoria pela chance que me deu de jogar num grande clube brasileiro?, ressaltou.

Sobre o futuro, Élber prefere não se adiantar. ?Não pensei em nada, não tenho planos. Vou me dedicar mais à família, ficar mais com eles e descansar bastante?, comentou.

Auge foi no Bayern

 Revelado pelo Londrina, Élber foi vendido ao Milan, da Itália, com apenas 19 anos. Seguiu depois para  Grasshopper, da Suíça, Stuttgart, Bayern de Munique e Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, e o Lyon, da França. No Bayern conquistou a Liga dos Campeões da Europa, Mundial Interclubes -ambos em 2001 – três títulos da Copa da Alemanha e quatro do Campeonato Alemão.

O jogador ainda defendeu a seleção brasileira em 15 oportunidades.

Élber chegou ao Cruzeiro no início desta temporada após 14 anos no futebol europeu.

A despedida de Élber deve acontecer no dia 3 de dezembro, domingo, quando o Cruzeiro enfrenta o Botafogo, no Mineirão, pela última rodada do Brasileirão.