Atual tetracampeão mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel hoje se vê longe da disputa pelo título do campeonato deste ano da categoria máxima do automobilismo. Com 70 pontos, o piloto da Red Bull é apenas o sexto colocado da classificação geral, enquanto Nico Rosberg e Lewis Hamilton, ambos da Mercedes, figuram respectivamente na liderança e na vice-liderança, com 165 e 161 pontos.

Essa semana, porém, promete ser marcante para a carreira de Vettel, pois disputará o GP da Alemanha no próximo domingo, aos olhos dos seus torcedores no circuito de Hockenheim, justamente em um momento no qual o seu país ainda comemora o título mundial conquistado pela seleção nacional de futebol na Copa de 2014.

Por tudo isso, o piloto alemão espera fazer bonito e ao menos tentar brigar pelas primeiras posições, embora o foco principal da torcida local esteja em Rosberg, hoje candidato direto ao título da F1. “Sempre gostei da atmosfera de Hockenheim. Quando você chega na pista pela manhã o circuito já está cheio de fãs e quando você está no carro você pode ver muitas bandeiras alemãs nas arquibancadas”, afirmou Vettel.

Embora tenha ciência de que hoje está muito difícil fazer frente aos carros da Mercedes, o alemão promete se empenhar ao máximo desde os treinos livres de sexta-feira. “Durante os treinos você sabe que os torcedores nas arquibancadas estão lá para apoiá-lo e ficar do seu lado, não importa o que aconteça. É claro, você quer dar o máximo possível de volta aos fãs, mas às vezes isso não está em suas mãos (foge do seu controle). Entretanto, nós vamos atacar no fim de semana e dar tudo”, assegurou, se referindo ao trabalho realizado em conjunto com a Red Bull.

E Vettel precisa mostrar serviço também para tentar reduzir a vantagem que o seu próprio companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, tem sobre ele neste momento. Com 98 pontos, o piloto australiano é o atual terceiro colocado do Mundial.