O Circuito Brasileiro Profissional de Longboard começa hoje a definir o vencedor da primeira etapa, nas ondas do Quebra-Mar, em Santos. O evento faz parte da programação do 2.º Santos Surf Festival, que tem o objetivo de enaltecer a cultura da modalidade.

Os grandes nomes da categoria estão confirmados e a expectativa fica para a performance do veterano Picuruta Salazar, um dos maiores ídolos do surfe brasileiro, e que vai competir "em casa".

Aos 45 anos, ele é recordista de vitórias no Brasil, já foi campeão mundial nos pranchões e entre os masters (pranchinha), e continua em plena atividade. No final de 2005, garantiu o 9.º título nacional, competindo contra a nova geração, com atletas que têm menos da metade de sua idade. Um dos grandes exemplos é Danilo Rodrigo, o Mulinha, vencedor da competição no ano passado.

Outros cotados são os também experientes Paulo Kid e Amaro Matos, de Guarujá; além Marcelo Freitas, do Rio de Janeiro; Jeremias Mica, de Saquarema; Carlos Bahia e Alex Leco, de São Sebastião; e Jaime Viúdes, de Itanhaém. A competição oficial da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) distribui r$ 10 mil de premiação e as baterias têm início previsto para as 8h nos dois dias. A final está confirmada para quinta-feira, no aniversário da Cidade, às 15h.

Junto, serão realizadas as categorias amadoras júnior, feminina, super master (45 a 49 anos) e legends (50 anos para cima). Em paralelo, os competidores e os surfistas em geral tentarão bater o recorde mundial de permanência do maior número de pessoas numa mesma onda. A marca atual é de 42 surfistas, feita no Rio de Janeiro, no fim do ano passado.

Todo o evento terá transmissão ao vivo pela internet com som e imagens pelo site www.fpsurf.com.br. "Também vamos dar um presente para a Cidade. No dia 26, vamos fazer um grande mutirão de limpeza do Quebra-Mar, colaborar para que Santos fique cada vez melhor", comentou o idealizador do Santos Surf Festival, Diniz Iozzi, o Pardhal.