O técnico Antônio Lopes avaliou positivamente a intertemporada do Atlético na parada do Campeonato Brasileiro para a seleção jogar. Para ele, a tendência é o time melhorar na competição e voltar a subir na tabela. No entanto, a avaliação geral é de que o Nacional volte com jogos mais difícieis daqui para frente. Diante do Santos, às 21h45 de quarta-feira, na Arena da Baixada, Marcus Winícius, André Rocha e Dênis Marques serão as novidades.

?Realmente os trabalhos físicos foram muito puxados, mas isso só ajuda os atletas, pois o desempenho dentro de campo aumenta muito?, analisou o Delegado. Segundo ele, a intertemporada foi fundamental para deixar a equipe melhor condicionada e preparada para as próximas partidas. ?O próximo jogo será muito difícil, mas nós estamos estudando o adversário para tentar obstruir seus pontos fortes e explorar os pontos fracos?, apontou.

O goleiro Diego concorda com Lopes. ?Essa partida contra o Santos é a primeira de uma seqüência de jogos difíceis. Mas, respeitando os adversários, vamos lutar muito para somar pontos e chegar mais perto da zona de classificação para a Sul-Americana e, quem sabe, para a Libertadores?, destacou o arqueiro.

Apesar dessas dificuldades, o ala-esquerdo Marcão diz que a tendência é o time melhorar. ?Todo o esforço que nós fizemos durante esta intertemporada tem que ser revertido para dentro de campo. A torcida poderá esperar um belo espetáculo?, analisou. Porém, como Diego e Lopes, ele sabe que não terá moleza diante do Peixe. ?Eles têm um grande time e não irão facilitar o jogo. Mas nós treinamos muito e estamos bem concentrados para a partida?, disse.

Depois da concentração de todo o elenco, ontem os jogadores foram liberados para almoçarem com a família e à noite os relacionados para o confronto contra o Santos se reapresentaram. Hoje, os trabalhos serão em dois períodos e Lopes deverá definir a equipe. Sem Lima e Evandro, suspensos, e Alan Bahia, machucado, Dênis Marques, André Rocha e Marcus Winícius ganham nova oportunidade.

Entre os 30 melhores do mundo

O Atlético caiu para a 29.ª colocação no ranking da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) mas continua como um dos maiores do País e do continente. O levantamento da entidade, publicado ontem, leva em consideração os feitos de cada time nos últimos 12 meses e o vice-campeonato na Copa Libertadores havia colocado o Rubro-Negro em 25.º em agosto. O líder continua sendo a Inter de Milão, seguida de Liverpool e Milan. Do Brasil, aparecem bem colocados o São Paulo (8.º), Santos (18.º) e o Internacional (26.º).

De acordo com a IFFHS, a classificação mundial de clubes é feita com os resultados de todos os campeonatos continentais, intercontinentais, jogos dos campeonatos nacionais (incluindo seletivos) e as copas.