Um visitante ilustre esteve ontem no Atlético. O ex-capitão da seleção da Alemanha, Lothar Matthäus foi até o CT do Caju para conhecer as instalações do centro de treinamento e do estádio Joaquim Américo, a Kyocera Arena. Sorridente e simpático, o agora treinador de futebol mostrou-se surpreso com o que encontrou. ?Fiquei muito impressionado. Parece que estamos em um clube europeu. A estrutura do Atlético é de um clube de primeiro mundo.

O centro de treinamento está crescendo e a Arena é um estádio muito bonito. Fico feliz em saber que o Brasil tem um clube assim?, disse Matthäus que integra também a comissão organizadora da Copa do Mundo de 2006 na Alemanha.

A vinda do craque alemão faz parte da estratégia da empresa inglesa Stellar, que representa jogadores e times europeus, em conhecer a estrutura das equipes brasileiras. Existe a possibilidade de que alguns clubes da Europa façam as suas pré-temporadas no Brasil. A Stellar representa o meia Fabrício, do Atlético.

Lothar Matthäus foi o jogador que mais atuou em Copas do Mundo. Foram 25 partidas, resultando em 2.093 minutos jogados. Matthäus disputou cinco Mundiais (1982/1986/1990/1994 e 1998). O ex-jogador comentou sobre a edição do Mundial em 2006. ?A Alemanha está pronta, mas o time ainda não?, afirmou.

Matthaüs apontou o Brasil como favorito ao título da Copa da Alemanha, mas crê que a Seleção Brasileira deverá tomar cuidado com outras equipes. ?Logicamente, o Brasil é favorito. Mas a Copa do Mundo é sempre cheia de surpresas. Seleções de nível médio podem surpreender, como é o caso do México que está em boa posição. Para conseguir o título, o Brasil tem de jogar 100% do seu futebol?, analisou. Lothar Matthäus ainda apontou quais outras seleções são candidatas ao título. ?A Inglaterra, a Holanda e a Itália são seleções fortes?, concluiu um dos maiores ícones do futebol mundial.