Apontado como um dos candidatos a substituir o finlandês Kimi Raikkonen na Lotus, Nico Hulkenberg ganhou um alento nesta terça-feira. Eric Boullier, chefe da equipe, afirmou que o peso do piloto não é um fator decisivo para a escolha – o alemão está bem acima do padrão dos competidores da Fórmula 1, com 1,84m e 74kg, de acordo com informações do seu site oficial. O brasileiro Felipe Massa, que está em busca de uma vaga para 2014 e é apontado como um dos seus concorrentes, tem apenas 1,66m e 59kg.

O novo regulamento técnico da Fórmula 1 terá mudança nos motores, que passarão a ser mais pesados. Assim, o peso dos pilotos pode ser um empecilho para as equipes, mas Boullier, deu a entender que isso não vai interferir na definição do sucessor de Raikkonen, garantindo que o talento é o que lhe fará tomar a decisão final.

“Nós estamos mais interessados no talento e potencial do piloto, em vez da diferença de alguns quilos. Temos confiança que nossa equipe de desenvolvimento tem condições de produzir um carro para as regras de 2014 que seja competitivo nas mãos de qualquer piloto que consideramos para o próximo ano”, disse o dirigente, em entrevista ao site da Fórmula 1.

A adoção de uma nova geração de motores turbo a ser introduzida não será a única novidade da categoria em 2014. O calendário provisório indica a realização de 22 provas, um número recorde, e Boullier aposta que elas serão imprevisíveis. Assim, o dirigente da Lotus considera impossível fazer prognósticos nesse momento, mas prometeu que a Lotus será competitiva.

“Eu acho que vai haver um grande interesse no próximo ano. Antes do início da temporada, é claro, vamos ver o lançamento dos novos carros e, em seguida, sua primeira aparição na pista quando vamos testar. Às vezes é difícil olhar muito à frente quando você está no meio de uma temporada emocionante, mas é claro que estamos nos preparando para 2014 há um longo tempo. A nossa história recente deixa claro que há um grande potencial na Lotus, então vamos ver o que o futuro nos reserva”, afirmou.