Uma das novidades da convocação da seleção brasileira para os amistosos contra a Coreia do Sul e a Zâmbia, o volante Lucas Leiva sabe que a seleção brasileira tem poucas vagas abertas após a conquista do título da Copa das Confederações. Por isso, ele quer aproveitar a chance dada pelo técnico Luiz Felipe Scolari para deixar uma boa impressão nos jogos na Ásia e garantir o seu espaço na equipe.

“Tenho noção que vou ser testado e como é a primeira vez (com Felipão), vou ser avaliado em todos os aspectos. Depois de um titulo, é normal que 80% ou 90% da base se mantenha. Mas a seleção nunca é um grupo fechado. Quem está bem nos clubes pode ter chance no futuro. Acho que esse é o meu caso. O meu histórico na seleção também ajudou e por ter começado bem a temporada no meu clube. Então fui coroado com a convocação. Agora, é deixar uma boa impressão”, disse o volante do Liverpool em entrevista ao site da CBF.

Por causa de lesões, Lucas Leiva acabou ficando afastado mais de um ano da seleção brasileira. Mas esse seu retorno acontece em um momento decisivo para a definição da lista de convocados para a Copa do Mundo de 2014, o que foi destacado pelo próprio jogador.

“A última foi em novembro de 2011. Depois, tive uma lesão muito difícil, que me deixou muito tempo fora dos gramados e agora retornei. É uma nova chance, a primeira com o Felipão. Estou feliz e espero aproveitar, ainda mais tão perto da Copa do Mundo”, afirmou.

Felipão revelou que está tendo na Ásia o seu primeiro contato com Felipão e também admitiu que estava com saudades do clima da seleção brasileira. “É a primeira vez que tenho contato com o Felipão. Já tinha enfrentado quando ele estava no Chelsea. Sentia falta do ambiente saudável da seleção, mas nunca perdi o contrato com o pessoal do grupo. Estou reencontrado eles e isso é algo positivo, dá tranquilidade para que eu me sinta à vontade”, comentou.