O atacante brasileiro do Sevilla, Luís Fabiano, precisou receber cuidados médicos, ontem, durante a viagem de volta após a derrota de sua equipe em Zaragoza, devido às conseqüências de um dos socos dados pelo lateral uruguaio Carlos Diogo.

Luís Fabiano e Diogo brigaram logo após o fim da partida, mas o brasileiro levou a pior, já que um dos socos o deixou tonto durante alguns minutos e provocou um inchaço na maçã do rosto.

Apesar de a briga ter acontecido após o fim da partida, os dois foram expulsos pelo árbitro Undiano Mallenco, que colocou na súmula o fato, sem especificar qual dos dois jogadores começou.

Dirigentes do Sevilla esperam que Luís Fabiano pegue no mínimo três partidas de suspensão. ?Estou arrependido, perdi a cabeça ao sofrer a agressão primeiro e não deveria ter revidado. Foi um caso atípico?, afirmou o atacante, por meio de sua assessoria de imprensa.

Na bola, o Sevilla também perdeu, por 2 a 1 – os brigões marcaram um gol cada e o argentino Diego Milito fez o segundo do Zaragoza.

Zebras

Apesar das derrotas na bola e no braço, a rodada não foi catastrófica para o Sevilla. O time manteve a liderança do Campeonato Espanhol, beneficiado pelo empate do Barcelona, vice-líder, com o Getafe.

Sem sete titulates, entre eles Ronaldinho Gaúcho e Deco, o Barça ficou no 1 x 1 e foi a 35 pontos, dois a menos que o Sevilla.

O Real Madrid, terceiro colocado, fez pior: perdeu de 2 x 0 para o Deportivo, em La Coruña. Ronaldo e o lateral entraram no segundo tempo. Já o Betis derrotou em casa o Celta por 1 x 0, com gol de Rafael Sóbis.