Madri – O Real Madrid está à beira de uma crise depois de mais uma derrota no campeonato. Desta vez, foi diante do Espanyol, ontem em Barcelona, por 1 a 0. O técnico do Real Madrid, Vanderlei Luxemburgo, ainda não jogou a toalha, apesar de continuar com apenas 3 pontos no Campeonato Espanhol, em três partidas. Ele acha que há muitos jogos e que o Real vai se recuperar. ?Já passei por coisas piores?, afirmou. ?Tivemos chances, eles se defenderam bem e o goleiro fez grandes defesas?, justificou Luxemburgo.

O brasileiro lamentou que sua equipe tenha sofrido ?outra vez? um gol de bola parada (marcado por Jarque, de cabeça, aos 23 minutos do segundo tempo) e questionou a validade do lance.

Esperança à parte, no jogo de ontem o Real Madrid ficou mais uma vez devendo à torcida. Apesar da presença dos galácticos, o time madrilenho só ameaçou em lances de bola parada, em cobranças de Beckham. Melhor posicionado em campo, o Espanyol sempre tinha um jogador para receber a bola sem marcação, principalmente o meia De La Peña, o melhor em campo no Estádio Montjuic.

O Real chegou a perder um gol incrível no segundo tempo, com Ronaldo livre à frente do goleiro chutando para fora, desviando a bola do caminho do gol. E o desespero do time acabou se refletindo em duas expulsões por jogo violento, do zagueiro Sergio Ramos e do brasileiro Júlio Baptista.

Para sorte do Real, o Barcelona também se deu mal: foi derrotado pelo Atlético de Madrid, de virada, por 2 a 1. Eto?o abriu a contagem para o Barça, mas Torres empatou e Kesman virou o jogo no Estádio Vicente Calderón. Como o Celta também perdeu (0 a 1, diante do Racing Santander, gol de Casquero), a liderança tem outro dono: o modesto Getafe, agora com 7 pontos depois da vitória de 4 a 3 sobre o Alavés, cujos três gols foram marcados pelo atacante brasileiro Nenê (dois de pênalti).

Os outros resultados deste domingo pela 3.ª rodada: Athletic Bilbao 1 x 2 Málaga, Osasuna 1 x 0 Sevilla, Bétis 0 x 0 Zaragoza e Cádiz 1 x 1 Villarreal.