Madri – Vanderlei Luxemburgo quer um Robinho mais forte para encarar os zagueiros europeus. Em conversas com seus colegas da comissão técnica do Real Madrid, o treinador chegou à conclusão de que o atacante precisa passar de 65 quilos para 68. O trabalho para aumentar a massa muscular de Robinho começará quando ele voltar da seleção brasileira e deverá durar um mês. O jogador fará exercícios na areia para fortalecer as pernas, levantará peso e será submetido a uma "superalimentação" prescrita pela nutricionista Patrícia Teixeira.

"Robinho não chegou com uma boa base física, por isso vai fazer um trabalho especial", afirmou Luxemburgo.

A comissão técnica avalia que a queda de rendimento de Robinho nas últimas partidas deve-se à falta de uma melhor condição física para enfrentar o estilo de jogo europeu. O fato de ter ficado um mês parado enquanto se desenrolava a negociação entre Real Madrid e Santos é visto por Luxemburgo e seus assessores como o principal motivo para ele não ter chegado à Espanha em condições físicas ideais.

O trabalho será cuidadoso para evitar que Robinho ganhe mais peso do que o desejável. A velocidade e a leveza são trunfos do atacante e a comissão técnica não quer que ele corra o risco de virar um "armário" e perder a mobilidade.

Robinho causou furor em sua estréia ao jogar 20 minutos de alto nível na vitória por 2 a 1 sobre o Cadiz na primeira rodada do campeonato espanhol, mas depois seu futebol foi murchando até o ponto de Luxemburgo decidir colocá-lo na reserva nas últimas duas partidas.