O meio-campo Madson terá sua primeira escalação como titular no Atlético, neste Campeonato Brasileiro, e a missão será substituir Paulo Baier. O Baixinho sabe que a responsabilidade é muito maior por entrar no lugar do camisa 10, mas quer mostrar serviço para não sair mais do time. “É uma motivação sadia, em que você tem obrigação de ajudar os companheiros a jogar bem. Até porque o Baier é ídolo no Atlético. Se caso acontecer de entrar no lugar dele, a responsabilidade é muito grande para fazer uma boa partida, agradar o Adilson e permanecer no time”, declarou.

Vice-artilheiro do time na temporada, com 9 gols – atrás apenas do próprio Baier que já marcou 13 vezes -, Madson quer deixar a sua marca hoje, mas antes disso quer repetir as boas atuações que levaram à sua contratação para dar ao Atlético a primeira vitória. “O momento é esse e se a oportunidade aparecer estou preparado para que o Atlético possa vir a fazer uma boa partida e que eu possa ajudar com um gol. Precisamos muito desta vitória”, declarou.

Para o jogador, ter a companhia de Branquinho no meio-campo trará mais confiança a Madson, que já tem a estratégia para vencer o Flamego na ponta da língua. “Minha função é meia-esquerda, mas no decorrer do jogo, se tiver a oportunidade de jogar pela direita, e o Branquinho pela esquerda, vamos rodar para que possamos criar chances de fazer os gols”, explicou Madson.