O meio-campo Madson perdeu a titularidade absoluta no Atlético, que mantinha até um mês atrás, por conta da indisciplina extracampo. Não é novidade o comportamento do jogador fora das quatro linhas, haja vista que foi liberado do Santos – clube que ainda detém seus direitos -, justamente por criar problemas, o que lhe rendeu cinco meses de geladeira na Vila Belmiro.

Agora, para não ser escanteado no Furacão, o jogador promete que está se regenerando. “Estou sossegado, tranquilo. Vocês podem ver que está quase dois meses não escutam meu nome por aí. Alguma coisa tem que mudar. E quem tem que dar a iniciativa sou eu e já comecei”, disse Madson, ontem.

Não muito contente pelas críticas que recebeu, ele quer agora mostrar aos que o apontavam como problemático que está dando a volta por cima. “Estou fazendo totalmente ao contrário do que muitos aí fora estão esperando, para que eu vacile. Então estou tranquilão, dentro de casa, quietinho. E nesse frio não vou botar nariz para fora, nem por nada”, completou o camisa 11.

Parte da mudança de Madson se deve à marcação cerrada que recebeu desde a chegada do técnico Adilson Batista. Disciplinador, ele deu o recado ao jogaor quando chegou no Atlético: ou anda na linha ou não terá espaço na equipe.

Para Madson, as situações em que teve seu nome envolvido ganharam uma repercussão muito maior do que deveria. Para evitar qualquer novo problema, mudou a rotina quando não está no CT do Caju ou em campo.

“Aumentaram bastante. Prefiro ficar em casa, não preciso esconder de ninguém. Sempre que puder sair para jantar, fazer alguma coisa, não preciso esconder. Mas tudo dentro do horário, direitinho, para que não saiam falando de mim, que estou de madrugada fazendo coisas que não devo”, afirmou.

Mas não é apenas para não ser alvo de criticas que o Baixinho está mudando a postura, ele que recuperar a confiança do treinador e voltar a ser titular. “Isso pode ter atrapalhado minha situação aqui no clube, mas estou tentando mudar isso. Já mudei, estou na minha. Vou trabalhar bastante para que o Adilson possa enxergar novamente e eu possa voltar a ser titular”, finalizou.