Belo Horizonte – Dois dos dez reforços contratados pelo Cruzeiro para a temporada, o meia Maicosuel e o atacante Nenê não estarão à disposição do técnico Paulo Autuori para a estréia da equipe no Campeonato Mineiro, domingo, contra o Rio Branco, em Andradas. Os dois ainda aguardam decisões judiciais para poderem vestir oficialmente a camisa celeste.

Maicosuel ainda nem começou a treinar. Ele visitou ontem o CT cruzeirense, acompanhado de seu empresário, o ex-atacante Lê, e o clube explicou que vai esperar o fim da ação que o jogador tem na Justiça do Trabalho contra o Paraná, clube que defendeu no ano passado.

?O Cruzeiro vai esperar o resultado da ação na Justiça para não correr riscos?, explicou o assessor Valdir Barbosa. Maicosuel nem sequer foi apresentado, nem falou com a imprensa como jogador do Cruzeiro, que o contratou numa transação complicada, em parceria com o Flamengo.

A situação de Nenê, ex-Santa Cruz, é parecida. O Confiança, de Sergipe, alega ter contrato até 2011 com o atacante, que já está treinando com o elenco cruzeirense. Ele garante não ter assinado nada.