O valor de R$ 5 milhões residual referente a parte da terceira e quarta parcelas do último contrato de financiamento firmado entre a CAP S/A e a Fomento Paraná, que estava programada para chegar aos cofres do clube anteontem, foi adiado pela instituição financeira estadual. Mesmo com o feriado de ontem, haverá expediente normal no banco estadual e há uma pequena chance de o valor ser repassado ao Atlético antes do final de semana.

Segundo a Fomento Paraná, o fluxo de dinheiro ficou comprometido no último dia do mês de abril por causa da folha de pagamento dos servidores estaduais e dos compromissos do Governo do Estado com fornecedores. Assim, o Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), que realiza as operações com a CAP S/A ficou descapitalizado e, assim que entrar novos recursos, o repasse será feito ao Atlético. No mais tardar na segunda-feira este valor residual e a quinta parcela de R$ 6,5 milhões devem entrar nos cofres do clube.

Mesmo assim, o atraso não preocupa os organizadores da Copa do Mundo em Curitiba. Segundo o secretário municipal do Mundial, Reginaldo Cordeiro, o andamento das obras está dentro do cronograma estipulado pela CAP S/A e pelo comitê gestor. “A parte elétrica está praticamente finalizada, faltando apenas 10% para ser concluída. A parte de Tecnologia da Informação está faltando a conclusão da parte de integração e a parte dos assentos que faltam para concluir o estádio. Na Buenos Aires, em frente a esplanada do estádio, a calçada está sendo concluída, faltando apenas a limpeza da área”, resumiu Cordeiro.

Possibilidade

A classificação do Corinthians para a 3ª fase da Copa do Brasil sem precisar do jogo de volta pode facilitar as tratativas para a realização do amistoso do dia 14 de maio, já que o Timão estará de folga na data.