Após o anúncio do empréstimo do meia Rodrigo Batata ao Portimonense, time da segunda divisão do futebol português, surgiu ontem a informação de que outras peças importantes do Malutrom estão sendo negociadas com outras equipes de Portugal, onde o time paranaense tem uma boa entrada, por causa do supervisor Nenê.

Nos bastidores, o meia Tcheco e os atacantes Flávio e Calmon aparecem como promissores negócios para o clube. A diretoria prefere não adiantar nada antes que haja uma batida de martelo, mas o presidente de honra, Joel Malucelli, garante que não há jogador inegociável. “Nós sempre mantivemos essa filosofia de revelar jogadores. Não há motivos para apreensão em relação à disputa da Série B do Brasileiro, mesmo porque estamos preparando uma grande surpresa”, disse em tom misterioso.