O Manchester United e o atacante Wayne Rooney anunciaram nesta sexta-feira que chegaram a um acordo para a renovação do contrato do jogador por mais cinco anos. Com isso, as duas partes dão fim à polêmica sobre a permanência do atacante no clube.

Por meio de um comunicado em seu site oficial, clube e jogador divulgaram que o vínculo, que terminaria em junho de 2012, será prolongado por cinco anos e que Rooney também aceitou continuar no clube no mínimo até o meio de 2015.

Aparentemente desgastado com o técnico Alex Ferguson e com a política do clube de economizar nas contratações, Rooney havia dito há alguns dias que podia se transferir para outro time na janela de transferências em janeiro – O Real Madrid seria o principal interessado em contratá-lo. No entanto, as duas partes oficializaram o entendimento nesta sexta.

“Estou satisfeito por assinar outro acordo com o United. Nos últimos dias conversei com meu o manager (Ferguson) e os proprietários do clube e eles me convenceram a ficar. Eu disse na quarta que o manager é um gênio e é sua confiança em mim que me fez continuar”, disse Rooney.

“Eu disse ao garoto que a porta está sempre aberta e estou contente que ele concordou em ficar”, comentou Ferguson. “Estou satisfeito que ele tenha aceitado o desafio de guiar jovens jogadores e se firmar como um dos grandes da história do United.”

Nas últimas semanas, Rooney reuniu-se algumas vezes com dirigentes do Manchester para negociar a renovação do contrato, mas o acerto estava difícil. O jogador chegou a alegar que a falta de ambição do clube em buscar reforços para lutar por títulos foi determinante para sua relutância em assinar um novo compromisso. Depois disso, Ferguson foi a público dizer na última terça-feira que o atacante estava mesmo desejando ir embora.

Titular da seleção inglesa, Rooney foi revelado pelo Everton e comprado pelo Manchester United em 2004. Desde então, tornou-se um dos principais atacantes do futebol mundial.